Frei Otto ganha o Prêmio Pritzker um dia após sua morte

Por: Veja.abril.com.br | Postado em: 10 março 2015

Arquiteto alemão conhecido por ter desenhado o teto do parque olímpico de Munique para os Jogos Olímpicos de 1972 morreu nesta segunda-feira

Frei Otto premio Pritzker e morte

Arquitecto Frei Otto.

O alemão Frei Otto foi laureado nesta terça-feira com o Prêmio Pritzker, considerado o Nobel da arquitetura. Ao anunciar o vencedor, o Comitê Pritzker confirmou a morte do arquiteto, aos 89 anos, nesta segunda-feira. "A notícia de sua morte é muito triste e sem precedentes na história do prêmio", afirmou a organização do Pritzker em um comunicado. Otto é o quadragésimo vencedor do prêmio, o segundo alemão. Não foi divulgada a causa de sua morte.

De acordo com o comitê, o júri atribuiu o prêmio a Frei Otto quando ele ainda estava vivo e destacou representantes da organização para avisá-lo em sua casa. "Otto era um arquiteto, visionário, utópico, ecologista, pioneiro no uso de materiais leves, protetor dos recursos naturais e um colaborador generoso com arquitetos, engenheiros e biólogos, entre outros", diz o comunicado.

Otto alcançou fama principalmente por ter desenhado o teto do parque olímpico de Munique para os Jogos Olímpicos de 1972, assim como o pavilhão do Japão na Expo 2000 de Hanôver, na Alemanha, ao lado de Shigeru Ban, ganhador do prêmio Pritzker em 2014.

"Em contraste com a arquitetura pesada, feita em colunas, pedra e alvenaria dos nacional-socialistas da Alemanha, em meio dos quais ele cresceu, o trabalho de Otto era leve, aberto à natureza e à luz natural, democrático, de baixo custo, com eficiência energética e às vezes projetado para ser temporário", diz o Comitê Pritzker.

Frei Otto, Prémio Pritzker 2015: morte e celebração de um “titã da arquitetura”

Por: publico.pt/ | Postado em: 11 março 2015

O arquitecto alemão Frei Otto é o Prémio Pritzker 2015. A notícia foi anunciada esta terça-feira em Chicago, um dia após a sua morte na Alemanha, e duas semanas antes do previsto. É a celebração – quase póstuma – de uma obra engenhosa e democrática, marcada pela leveza e pela atenção ao meio ambiente.

Foi uma situação nova e inesperada, aquela que a Fundação Hyatt, que atribui anualmente o Pritzker da Arquitectura, teve de gerir no início desta semana: o alemão Frei Otto, que o júri tinha já escolhido como sendo o arquitecto a distinguir este ano, com anúncio oficial marcado para 23 de Março, morrera na segunda-feira. No dia seguinte, o comité do prémio decidiu associar à notícia da morte do autor do icónico Estádio Olímpico de Munique a de que ele seria o Prémio Pritzker 2015.

Frei Otto morte premio Pritzker

Arquitecto Frei Otto.


Por: archdaily.com.br | Postado em: 10 março 2015

O júri do Pritzker selecionou o arquiteto alemão Frei Otto como o quadragésimo vencedor do Prêmio Pritzker. A notícia foi antecipada em duas semanas - prevista para ser divulgada no dia 23 de março - devido ao recente falecimento do arquiteto e engenheiro estrutural. Otto é o segundo arquiteto alemão a receber a honraria, seguindo Gottfried Böhm, premiado em 1986, e o primeiro a recebê-la postumamente.

(...)

Antes de sua inesperada morte, Frei Otto foi informado sobre a premiação através da Diretora Executiva do Prêmio Pritzker, Martha Thorne, que o visitou na Alemanha. "Estou tão feliz por receber esse prêmio e gostaria de agradecer ao júri e à família Pritzker. Nunca fiz nada para ganhar esse prêmio. Minha motivação era projetar novos tipos de edifícios para ajudar pessoas pobres, especialmente após desastres naturais e catástrofes... Aqui está um homem feliz."

Prêmio Pritzker de Frei Otto, arquiteto alemão, é anunciado após a sua morte

Por: nytimes.com/ | Postado em: 10 março 2015

E um anúncio de repente subiu após a sua morte, o arquiteto alemão Frei Otto na terça-feira foi nomeado o vencedor do Prêmio Pritzker em reconhecimento das suas estruturas tentlike arejados e outras proezas inventivas de engenharia.

Sr. Otto, 89, morreu na Alemanha na segunda-feira, duas semanas antes de ele ser nomeado laureado deste ano, disse que o prêmio do júri. Ele é talvez mais conhecido por dosséis telhado projetados para os Jogos Olímpicos de 1972 em Munique, admirado por sua mistura de leveza e resistência. "Ele adotou uma definição do arquiteto para incluir pesquisador, inventor, forma-finder, engenheiro, construtor, professor, colaborador, ambientalista, humanista, e criador de edifícios e espaços memoráveis", disse o júri em sua citação.

O Pritzker é considerado como a maior honraria de arquitetura e normalmente vai para um arquiteto vivo. A comissão disse que era a primeira vez que um vencedor tivesse morrido antes de o anúncio foi feito.

Sr. Otto soube de sua seleção no início deste ano, quando Martha Thorne, diretor-executivo do prêmio, voou para Stuttgart para informá-lo da escolha do júri. Ele era cego, mas caso contrário, em bom estado de saúde, disse o painel. Sr. Otto foi honrado e surpreso, de acordo com Edward Lifson, um porta-voz para o prêmio. "Eu nunca fiz nada para ganhar este prémio," Mr. Otto foi citado como dizendo. "Premiação não é o objetivo da minha vida. Eu tento ajudar as pessoas pobres, mas o que hei-de dizer aqui - Estou muito feliz ".

Sr. Otto pode não ter sido um nome familiar, mas ele foi amplamente estima na profissão. Arquitetos proeminentes discretamente empurrou para ele receber o prêmio de anos.

"O tempo não espera por ninguém", disse Peter Palumbo, o presidente Pritzker, em um comunicado, chamando a morte do Sr. Otto "um exemplo triste e marcante deste truísmo."

O anúncio foi originalmente para ser feito em 23 de março O arquiteto Frank Gehry foi conceder o Sr. Otto o prêmio em uma cerimônia em 15 de maio no Centro de Mundo Novo em Miami. Isso vai continuar como previsto, com laureados Pritzker últimos falando lá sobre a vida do Sr. Otto e trabalho.

Sr. Otto primeiro se tornou conhecido por estruturas de tendas utilizadas como pavilhões temporários no Garden Show Federal na Alemanha e outros eventos na década de 1950. Seus telhados em grande escala para o estádio Olimpíadas de 1972 em Munique, projetado com Günter Behnisch, desafiou as expectativas.

É com pesar que informamos o falecimento do Engenheiro Arquiteto e Professor, Frei Otto, ao qual seu trabalho inspira nossa empresa e que já tivemos a honra de trabalhar juntos. Veja sobre envolvimento de FreiOtto e a Pistelli.